Limpeza.com
No Google Play Na App Store

Empresas de Manutenção predial em Santo André (São Paulo)

Cuidar da limpeza das áreas comuns de um condomínio é tarefa para empresas especializadas em manutenção predial. Todas as empresas listadas a seguir oferecem esse tipo de serviço, com materiais e infraestrutura necessários. E podem ajustar a manutenção predial à necessidade de cada cliente. Este listado mostra 26 empresas de manutenção predial em Santo André (São Paulo)

Ver mais

Santo André (São Paulo)

Buscar empresas em...

Manutenção predial

Encontre empresas em

Últimas solicitações enviadas a empresas de manutenção predial em Santo André (São Paulo)

Necessito de um orçamento para limpeza de uma garagem para apartamento sem condomínio na Vila Guaraciaba. O espaço tem mais ou menos uns 6m de frente por 32m de fundo. Gostaria de saber também a questão a utilização da água se é própria do prédio ou água de reúso?

Bom dia, Buscamos uma empresa confiável e eficaz que preste serviços de limpeza predial. Se acaso a vossa empresa seja apta a realizar tais servços, agradeceria se pudessem enviar cotação cfme segue abaixo: orçamento A: frequencia: 2 vezes na semana descrição serviços: limpeza corredor, escada, porta, janela, calçada, paredes e depositos que envolvem aerea do condominio Edificio: bras de Faria endereço: rua general lima e silva, 117 Valor do serviço mensal: nr de funcionarios disponibilizados: +++ pedimos incluir o material a ser utilizado no valor orçado; tempo minimo de fidelização ao contrato: orçamento B: frequencia: 3 vezes na semana descrição serviços: limpeza corredor, escada, portas, janelas, calçadas, paredes e depositos que envolvem aerea do condominio Edificio: bras de Faria endereço: rua general lima e silva, 117 Valor do serviço mensal: nr de funcionarios disponibilizados: +++ pedimos incluir o material a ser utilizado novalor orçado; tempo minimo de fidelização ao contrato: aguardo retorno por email. grata leila 82602941 timo

Orçamento referente a limpeza e conservação de um prédio com 500m² sendo 2 blocos com 3 pavimentos

Boa tarde, Solicito orçamento de limpeza da área comum de um prédio sem condomínio - três lances de escadas e uma garagem de aproximadamente 280m². Favor enviar preços semanais e quinzenais. Grato Lucas Martins Ralho Síndico

Necessito de um Serviço de Limpeza das áreas comuns (escadaria , salão de festas, hall de entrada , fachada, e garagem) de um prédio pequeno de 3 andares.

Necessito de um orçamento de limpeza para um Condomínio pequeno com 4 andares e 1 elevador. Limpeza das áreas comuns, retirada do lixo. Para os períodos de 2 e 3 vezes por semana. Obrigada

Necessito de um orçamento de limpeza para um Condomínio pequeno com 4 andares e 1 elevador. Limpeza das áreas comuns, retirada do lixo. Para os períodos de 2 e 3 vezes por semana. Obrigada

São Paulo, 24 de abril de 2015. Ofício Circular nº. 086/2015-SGM/SGAA/ACC Prezados Senhores: Solicitamos orçamento, que deverá ser encaminhado no máxima até 05 dias úteis, conforme descritivo abaixo: 1 - OBJETO 1.1. Serviços de Limpeza, Asseio e Conservação Predial. 02 – ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS SERVIÇOS 2.1. Prestação de serviços de limpeza, asseio e conservação predial visando a obtenção de adequadas condições de salubridade e higiene com disponibilização de mão-de-obra e com fornecimento de materiais de limpeza, saneantes domissanitários, papel toalha e papel higiênico, sabonete líquido, reposição de saboneteiras, dispensers de papel, máquinas, utensílios e equipamentos incluindo-se desinsetização e desratização a serem executados nas instalações do Edifício Matarazzo - Viaduto do Chá, nº 15; do Edifício São Joaquim - Rua Líbero Badaró, nº 119; da Galeria Prestes Maia – Praça do Patriarca; da Comissão Municipal de Direitos Humanos - Páteo do Colégio, nº 5. 2.2. Para a contratação dos serviços de limpeza a empresa contratada deverá atentar para o fato de que o objeto é a prestação de serviços de limpeza por área limpa, determinada como segue: 2.2.1. Edifício Matarazzo – Quadro I - Área de piso frio: 10.035,64m² m² (considerando: Espaço Livre (Saguão) 813,79m² no 3º andar); - Área de piso acarpetado: 8.347,13 m² (considerando: Auditório no 6º andar com 30 lugares: 95,60m²; Auditório no 7º andar com 270 lugares: 491,48m²).; - Área de passeios e arruamentos (varrição externa): 1.090,58m²; - Área de vidro: 4.208,13 m² (Sendo: área sem risco – 2.086,42m² e área com risco – 2.121,71m²); 2.2.2. Edifício São Joaquim – Quadro II - Área de piso frio: 4.397,34m² (considerando: Auditório no Térreo: 107,16m² com 72 lugares; - Área de passeios e arruamentos (varrição externa): 68,00m²; - Área de vidro: 1.642,07 m² (sendo: área sem risco: 859,11 m² e área com risco: 782,96m²); 2.2.3. Galeria Prestes Maia – Praça do Patriarca – Quadro III - Área de piso frio: 4.975,23 m²; - Área de passeios e arruamentos (varrição externa): 340,00m²; - Área de vidro:45,36 m² (sendo: área sem risco – 22,68m² e área com risco – 22,68m²; 2.2.4. CMDH - Pateo do Colégio – Quadro IV - Área de piso frio: 2.082,62m² (considerando: Auditório com 54 lugares no 4º andar: 81,40m² e Auditório com 54 lugares no 5º andar: 81,40m²); - Área de piso acarpetado: 196,11m²; - Área de passeios e arruamentos (varrição externa): 78,00m²; - Área de vidro: 788,77m² (sendo: área sem risco – 395,87m² e área com risco – 392,90m²); 2.2.5. – TOTAL DE ÁREAS – PISOS E VIDROS – Quadro V - Área de piso frio: 21.490,83m² (considerando: 1. Área Interna com Espaço Livre (SAGUÃO) 813,79m²; 2. Auditórios 857,04m²). - Área de piso acarpetado: 8.543,24m²; - Área de passeios e arruamentos(varrição externa) : 1.576,58m²; - Área de vidro: 6.684,33m² (Sendo: área sem risco – 3.364,08m² e área com risco – 3.320,25m²); 2.3. Na prestação dos serviços contratados a CONTRATADA fornecerá todo material de limpeza a ser utilizado e ainda todo o material de higiene, sabonete, papel toalha e papel higiênico, todos de boa qualidade e em quantidade compatível com as necessidades locais, cujas especificações técnicas encontram-se demonstradas nos subitens 7.1.1. e 7.1.2; 2.3.1. No QUADRO VI está demonstrada a estimativa do consumo mensal de material de higiene (Papel Toalha, Papel Higiênico e Sabonete Líquido) e no QUADRO VII – a quantidade de sanitários, saboneteiras, dispensers de papel e acessórios existentes nos locais onde serão prestados os serviços e que terão que ser instalados/repostos sob a responsabilidade da Contratada, no decorrer da execução contratual. 2.4. Os serviços contratados deverão ser executados pela CONTRATADA seguindo escala, nas seguintes condições: - De segunda a sexta feira: 1º turno: das 6:00 às 14:20 horas 2º turno: das 13:40 às 22:00 horas. - Aos sábados, para ambas as equipes: Turno: das 7:00 às 15:20 horas. 03 - SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS EM ÁREAS INTERNAS – PISO FRIO E PISO ACARPETADO 3.1. DIARIAMENTE 3.1.1. Remover o pó das mesas, armários, arquivos, prateleiras, telefones, peitoris, caixilhos das janelas, bem como dos móveis existentes, dos aparelhos telefônicos, elétricos, dos extintores de incêndio etc.; 3.1.1.1. Sempre que possível utilizar apenas pano úmido, com a finalidade de: evitar uso desnecessário de aditivos e detergentes para limpeza dos móveis e eliminar o uso de “lustra móveis”; evitar fazer a limpeza de bocais (e outras partes manuseadas) com produtos potencialmente alergênicos. 3.1.2. Varrer, lavar, remover manchas, aspirar piso acarpetado, lustrar pisos com produtos e equipamentos adequados para cada tipo de revestimento (piso frio, acarpetado, de madeira) em todas as áreas internas, hall, recepções, garagem, escadas, etc.; 3.1.2.1. Limpar com produtos e equipamentos adequados, remover manchas, aplicar cera e lustrar os pisos frios nos locais de muito trânsito; 3.1.2.2. Limpar com produtos e equipamentos adequados, remover manchas, encerar e lustrar os pisos revestidos de madeira; 3.1.2.3. Aspirar o pó, remover manchas com produtos adequados dos pisos revestidos de carpete; 3.1.3. Nos locais onde se encontram instalados o Ambulatório Médico e o Consultório Odontológico da Contratante, respectivamente no 8º andar do Ed.Matarazzo e 10º andar do Ed.São Joaquim, remover o pó do mobiliário, varrer, lavar, aspirar, limpar os vidros aplicar pano umedecido, adotando-se práticas específicas de limpeza de natureza hospitalar e com a utilização de luvas; 3.1.4. Recolher o lixo, no mínimo duas vezes ao dia, de todos os cestos existentes, principalmente das instalações sanitárias utilizando-se de sacos plásticos nas cores: vermelho para plástico, metal, vidro; azul para papel; branca para lixo de natureza hospitalar processado no Ambulatórios Médico e Odontológico da Contratante e preta para lixo orgânico, oriundo dos sanitários, copas, cozinhas, refeitórios; 3.1.5. Todos os cestos de lixo existentes sob as mesas de trabalho assim como os recipientes de coleta seletiva de PAPEL deverão ser mantidos revestidos de saco plástico na cor azul e deverão ser mantidos limpos, higienizados e isentos de detritos; 3.1.5.1. Todos os recipientes existentes ao lado de bebedouros, máquinas de café assim como os recipientes de coleta seletiva PLÁSTICO deverão ser mantidos revestidos de saco plástico na cor vermelha e deverão ser mantidos limpos, higienizados e isentos de detritos. 3.1.6. Recolher e ensacar todo o lixo a ser reciclado, lixo de natureza hospitalar e o lixo orgânico em sacos plásticos nas cores apropriadas e, após, depositá-los em locais a serem indicados pela Contratante que serão destinados, respectivamente, à Cooperativa conveniada, coleta seletiva de RSSS – Resíduo Sólido de Serviços da Saúde e Serviço de Limpeza Pública. 3.1.7. Lavar e desinfetar, com produtos adequados e aroma floral, os vasos sanitários, lavatórios, mictórios, pisos e azulejos de todos os sanitários, mantendo a conservação de higiene e abastecendo os mesmos com papel higiênico, papel toalha e sabonete líquido e/ou pedra sempre que necessário, promovendo limpeza de manutenção no decorrer do dia, tantas vezes quantas forem necessárias, aplicando saneantes domissanitários; 3.1.8. Limpar e desinfetar com produtos adequados e de aroma floral os pisos e azulejos das cozinhas, copas e refeitórios; 3.1.9. Limpar as áreas internas revestidas com piso frio; 3.1.10. Limpar, aspirar o pó de capachos / tapetes e similares; 3.1.11. Passar aspirador de pó nos pisos internos revestidos de carpetes assim como nos tapetes das cabinas dos elevadores, desinfetando-os; 3.1.12. Remover manchas existentes nos assentos de cadeiras e poltronas revestidas de tecido, em tapetes e carpetes, com produto adequado, mantendo a conservação dos mesmos; 3.1.13. Limpar, com produtos próprios, as forrações de couro, napa ou plástico em assentos e poltronas, bem como as mesas, armários, bancadas das salas de Seção, arquivos, prateleiras e demais móveis existentes em suas partes de fácil acesso, inclusive aparelhos elétricos e eletrônicos, exceto os computadores; 3.1.14. Aspirar o pó das cortinas, das forrações de tecidos dos sofás, assentos de cadeiras, poltronas e afins; 3.1.15. Lavar os cinzeiros situados do lado externo dos Eds. Matarazzo e São Joaquim; 3.1.16. Suprir todos os bebedouros e máquinas de café com garrafões de água mineral adquiridos pela Contratante (do Almoxarifado até os locais onde se encontram instalados os bebedouros e vice versa), sempre que necessário; 3.1.16.1. Executar a limpeza externa de todos os bebedouros existentes nas instalações da Contratante e também a limpeza interna, a cada troca dos garrafões de água; 3.1.17. Executar a limpeza das persianas em geral, em ambas as faces, com produtos e técnicas apropriadas, que deverá ser realizada de forma contínua para que todas as persianas permaneçam sempre limpas; 3.1.17.1. Executar a limpeza dos espelhos existentes nas instalações da Contratante, com produtos e técnicas apropriadas, que deverá ser realizada de forma contínua para que todos os espelhos permaneçam sempre limpos; 3.1.18. Limpar e higienizar os aparelhos de telefone com produto específico e/ou com álcool evitando fazer a limpeza de vocais (e outras partes manuseadas) com produtos anti-alergênicos, usando pano úmido; 3.1.19. Limpar vidros das fachadas dos prédios (face interna e externa) onde serão prestados os serviços, exigindo-se que estejam sempre limpos, sem pó e manchas. 3.1.20. Executar demais tarefas de limpeza que requeiram atenção diária e que, por ventura, não tenham sido relacionadas acima; 3.2 – SEMANALMENTE 3.2.1. Encerar e lustrar todas as áreas internas revestidas de piso frio que requeiram tal procedimento, com produtos e equipamentos apropriados; 3.2.2. Lavar com os devidos cuidados e com produtos e equipamentos apropriados todas as áreas, sacadas, terraços, garagens e escadas; 3.2.3. Limpar com produtos apropriados paredes divisórias de fórmica, balcões, portas, barras e batentes; 3.2.3.1. Limpar com produtos apropriados todas paredes divisórias, balcão, armários com vidro entre outros vidros existentes nos locais da prestação de serviço contratado. 3.2.4. Limpar / polir torneiras, válvulas, registros, sifões, fechaduras, maçanetas, catracas, cabines dos elevadores entre outros itens revestidos de metal e/ou inox com produto adequado para cada tipo de revestimento, procurando fazer uso de polidores de baixa toxidade ou atóxicos; 3.2.5. Retirar o pó e resíduos dos quadros em geral com equipamento apropriado; 3.2.6. Executar demais tarefas de limpeza que requeiram atenção semanal que, porventura, não tenham sido relacionadas acima; 3.2.7. Executar limpeza geral nas cozinhas, copas e refeitórios lavando e desinfetando com produtos adequados e de aroma floral todos os pisos, azulejos, exaustores, coifas, mesas, cadeiras, marmiteiros etc ; 3.3. QUINZENALMENTE 3.3.1. Executar a limpeza geral nos mobiliários de Bibliotecas e depósitos de arquivos mortos, providenciando aspiração e limpeza adequada nos materiais tais como livros, pastas de arquivos, etc. com acompanhamento e auxílio de responsável do respectivo Setor da Contratante; 3.3.2. Nos Almoxarifados existentes nos locais onde serão prestados os serviços, remover o pó das prateleiras, bancadas, armários, bem como dos demais móveis existentes, com acompanhamento e auxílio de representante do respectivo Setor; 3.3.3. Remover o pó de cortinas e limpar persianas, com equipamentos e acessórios adequados; 3.3.4. Executar a limpeza interna dos bebedouros existentes nos Prédios, higienizando-os com a utilização de produtos não prejudiciais à saúde humana; 3.4. MENSALMENTE 3.4.1. Realizar limpeza geral, mais apurada, tanto no piso frio, acarpetado, de madeira, portas, janelas, teto etc; 3.4.1.1. O mobiliário que for deslocado terá que retornar ao mesmo local onde se encontrava, após a realização dessas atividades; 3.4.2. Limpar toldos, nas duas faces, com produto, equipamento e técnica apropriada, em dia e horário a serem estipulados pela Contratante e, se for o caso, em intervalo menor; 3.4.3. Executar limpeza em todos os sofás, poltronas e assentos de cadeiras com revestimentos de tecidos, inclusive com o uso de produtos e técnicas apropriadas, se houver necessidade; 3.4.4. Limpar persianas com produtos, equipamentos e acessórios adequados; 3.4.5. Executar a troca dos feltros dos exaustores e coifas existentes nas copas, cozinhas e refeitórios; 3.4.6. Executar demais serviços considerados necessários à freqüência mensal e não relacionados acima dando atenção aos serviços a serem realizados na freqüência diária, semanal e quinzenal; 3.5. TRIMESTRALMENTE 3.5.1. Lavar tapetes e áreas internas revestidas com carpetes com equipe qualificada e especializada para a realização dessa atividade, com a utilização de maquinários e produtos apropriados, em dias pré-determinados pela CONTRATANTE, sem causar prejuízo da execução dos serviços diários; 3.5.2. Executar demais serviços considerados necessários à freqüência trimestral. 3.6. SEMESTRALMENTE 3.6.1. Executar serviço de dedetização, desratização e descupinização nos locais contratados, devendo ser previsto reforço na prestação desse serviço ou que o mesmo seja prestado em intervalos menores, caso necessário, conforme condições fixadas no subitem 7.14; 3.6.2. Os serviços deverão ser executados em horários que não interfiram nas atividades normais da contratante, respeitada a jornada de 44 horas semanais. 3.7. UTILIZAÇÃO DA ÁGUA 3.7.1. A limpeza dos pisos pavimentados somente será feita por meio de varredura e recolhimento de detritos ou por meio da utilização de baldes, panos molhados ou escovão, sendo expressamente vedada lavagem com água potável, exceto em caso que se confirme material contagioso ou outros que tragam dano à saúde; 3.7.2. Os trapos e estopas contaminados nas atividades de polimento (ou que utilizem produtos considerados nocivos ao meio ambiente) deverão ser segregados e ter destinação adequada. 04. SERVIÇOS EM ÁREA DE PASSEIOS E ARRUAMENTOS - VARRIÇÃO 4.1. Áreas destinadas a estacionamentos (inclusive garagens cobertas), passeios, alamedas, arruamentos e demais áreas circunscritas nas dependências da Contratante; 4.1.1. DIÁRIA - Manter os cestos isentos de detritos, acondicionando-os em local indicado pela Contratante; - Varrer as áreas pavimentadas, removendo os detritos acondicionando-os apropriadamente e retirando-os para local indicado pela contratante; - Retirar papéis, detritos e folhagens, acondicionando-os apropriadamente e retirando-os para local indicado pela Contratante, sendo terminantemente vedada a queima dessas matérias em local não autorizado, situado na área circunscrita de propriedade da Contratante, observada a legislação ambiental vigente e de medicina e segurança do trabalho; - Executar demais serviços considerados necessários à freqüência diária. 4.1.2. SEMANAL - Executar serviços considerados necessários à freqüência semanal. 4.1.3. MENSAL - Executar serviços considerados necessários à freqüência mensal. 4.1.4. UTILIZAÇÃO DA ÁGUA - A limpeza do arruamento somente será feita por meio de varredura e recolhimento de detritos, sendo expressamente vedada lavagem com água potável, exceto em caso que se confirme material contagioso ou outros que tragam dano à saúde; - A limpeza de passeios somente será feita por meio de varredura e recolhimento de detritos, ou por meio da utilização de baldes, panos molhados ou escovão, sendo expressamente vedada lavagem com água potável, exceto em caso que se confirme material contagioso ou outros que tragam dano à saúde; - Sempre que possível, será permitida lavagem com água de reuso ou outras fontes (águas de chuva, poços cuja água seja certificada de não contaminação por metais pesados ou agentes bacteriológicos, minas e outros). 4.1.5. Os serviços poderão ser executados em horários que não interfiram nas atividades normais da contratante, respeitada a jornada de 44 horas semanais. 05. VIDROS EXTERNOS (COM OU SEM EXPOSIÇÃO À SITUAÇÃO DE RISCO): consideram-se vidros externos aqueles localizados nas fachadas das edificações. Os vidros externos se compõem de face interna e face externa. A quantificação da área dos vidros externos deverá se referir somente a uma de suas faces. Os serviços serão executados pela Contratada na seguinte freqüência: 5.1. QUINZENAL - Limpar todos os vidros externos - face interna aplicando-lhes, se necessário, produtos anti-embaçantes de baixa toxicidade. 5.2. TRIMESTRAL - Limpar todos os vidros externos - face externa, aplicando-lhes, se necessário, produtos anti-embaçantes de baixa toxicidade. 5.3. Os serviços deverão ser executados em horários que não interfiram nas atividades normais da contratante, respeitada a jornada de 44 horas semanais. 06 – SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS EM ÁREAS OPERACIONAIS DE ALMOXARIFADOS - Por similaridade, esses serviços serão executados conforme freqüência e especificações apresentadas no item 3. 07. DAS CONDIÇÕES PARA A EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS 7.1. Os serviços serão executados incluindo o fornecimento de: a) mão-de-obra; b) materiais de higiene: sabonete líquido e/ou em pedra, papel higiênico e papel toalha cujas especificações técnicas estão registradas no subitem 7.1.1; c) materiais de limpeza, sacos plásticos para acondicionamento de detritos, sacos plásticos coloridos para serviços de coleta seletiva, conforme itens relacionados no subitem 7.1.2, entre outros; d) produtos, utensílios e equipamentos necessários à plena e regular execução do objeto contratual, relacionados no subitem 7.1.3, entre outros; 7.1.1. Relação de materiais de higiene a serem utilizados: 7.1.1.1. Papel higiênico: produto de primeira qualidade, folha simples, na cor branca, macio, 100% fibra de celulose, picotado, neutro, em rolo comum de 30 (trinta) metros e rolo de 300 (trezentos) metros CLASSE 1, conforme, respectivamente, norma ABNT NBR15464-1/2007 e NBR15464-9/2010; 7.1.1.2. Papel Toalha: produto de primeira qualidade, interfolhas medindo 22,5 x 21cm, 100% fibras naturais, macio, absorvente, homogêneo, na cor branca CLASSE 1, conforme norma ABNT NBR 15646-7/2007; 7.1.1.3. Sabonete líquido: produto de primeira qualidade, odor característico com perfume, líquido, transparente, biodegradável, PH neutro (7,0) com teor de agente sulfatante; 7.1.1.4. Sabonete/pedra: produto de primeira qualidade, odor característico, com perfume, PH neutro; Observação – a embalagem do sabonete líquido deverá apresentar o nº do C.R.Q – Conselho Regional de Química do Responsável Técnico e o número da Resolução de Autorização do Ministério da Saúde; No Quadro VI está demonstrada a estimativa de consumo, mensal, dos principais materiais de higiene que são utilizados nos locais onde serão prestados os serviços contratados. 7.1.2. Relação de materiais de limpeza a serem utilizados, entre outros itens necessários e não previstos neste item: - Álcool a 70% - líquido ou gel; - Embalagem apropriada para descarte de produto perfuro/cortante; - Brilho inox para limpeza específica; - Cera – incolor; - Cloro; - Desinfetante em pedra para vaso sanitário; - Desinfetante líquido; - Detergente - Lã de aço; - Limpa-carpete; - Limpa-vidro; - Lustra-móvel; - Removedor; - Sabão de coco; - Sabão em pedra; - Sabão em pó; - Saco de lixo – 100 litros (cor preta, branca, vermelha e azul) Classe I, Tipo E, conforme norma ABNT 9191/2008;; - Saco de lixo – 30 litros (cor preta, branca, vermelha e azul) Classe I, Tipo B, conforme norma ABNT 9191/2008;; - Saponáceo em pó; - Desodorizador de ambiente; - Limpador multiuso. - Produto para remover ferrugem 7.1.3. Lista dos materiais, utensílios, maquinários e equipamentos a serem utilizados, entre outros necessários e não relacionados abaixo: 7.1.3.1. As máquinas e equipamentos deverão ser novos e sem uso e deverão apresentar voltagem adequada a cada serviço que será realizado; 7.1.3.2. Levando-se em conta que os serviços contratados serão prestados no Ed. Matarazzo, com 14 andares, no Ed. São Joaquim, com 16 andares, Galeria Prestes Maia com várias escadarias e extensos halls, Ed. do Páteo do Colégio, com 08 andares, as máquinas e equipamentos deverão ser disponibilizadas em quantidade necessária para cada local de prestação de serviço, para que seja prestado de forma satisfatória; - carrinho para transportar lixo; - carrinho para transportar materiais de limpeza; - carrinho para a execução dos serviços de limpeza; - enceradeira industrial; - enceradeira caseira; - aspirador de pó; - máquina de lavar carpete; - máquina de lavar piso; - bomba spray; - máquina de alta pressão e de limpeza a vapor; - andaimes e escadas; - mangueiras, baldes, rodos de alumínio, mop, vassouras, vassoura mágica, organizadores de acessórios para fixar vassouras, rodos etc; - buchas, escovas, panos de limpeza, luvas de proteção, botas etc. - espanadores eletrostáticos; - extensões elétricas em quantidades suficientes e com metragens compatíveis com cada local e serviço que será executado; 7.2. A CONTRATADA deverá abastecer todos os locais onde serão prestados os serviços contratados com materiais de higiene e de limpeza na mesma qualidade e especificações de amostras apresentadas e em quantidade suficiente para atender a demanda na utilização desses itens, durante toda a vigência contratual, independente das quantidades apresentadas, apuradas de forma estimada; 7.3. Qualquer substituição ou instalação de acessórios nas instalações sanitárias (suporte para sabonete, dispensers) só ocorrerá com a autorização e o acompanhamento da CONTRATANTE; 7.4. Após o início da vigência contratual a CONTRATADA se responsabilizará pela manutenção/conservação/instalação/troca desses acessórios, de forma que estejam sempre em perfeitas condições de uso, observando-se a condição fixada no subitem 7.3; 7.5. Os serviços deverão ser executados nos locais e horários mencionados neste Termo de Referência, porém, na condição de que sejam prestados sem interferir o bom andamento das rotinas desenvolvidas pela CONTRATANTE, respeitada a jornada de 44 horas semanais; 7.6. As rotinas dos serviços a serem prestados pela CONTRATADA serão estipuladas pela CONTRATANTE, visando que a execução dos serviços se realize a contento; 7.7. Os serviços a serem executados deverão obedecer a seguinte freqüência: diária, semanal, quinzenal, mensal, trimestral e semestral e, ainda, serão realizados nos dias e horários estipulados pela CONTRATANTE, exceto domingos e feriados, conforme itens 2.4 e 3 a 6; 7.8. O início dos serviços ocorrerá após emissão pela CONTRATANTE de Ordem de Início e, obrigatoriamente, no prazo máximo de 10 (dez) dias corridos, a Contratada deverá fornecer e estocar a quantidade, a ser definida, dos materiais de higiene e limpeza, dos equipamentos e utensílios necessários à execução dos mesmos; 7.9. As condições estabelecidas poderão ser alteradas sempre que houver conveniência ou necessidade da CONTRATANTE, mediante prévia comunicação à CONTRATADA; 7.10. Os empregados deverão utilizar equipamentos de segurança no exercício de suas funções, tais como: luvas, botas, capas de chuva entre outros, compatíveis com o nível de risco e/ou insalubridade, com o fim de se evitar a ocorrência de acidentes no trabalho; 7.11. Os serviços contratados serão inspecionados, diariamente, por profissional da CONTRATADA (Encarregado (a), devidamente capacitado (a) para executar a função) que avaliará os serviços efetuados, poderá determinar a imediata correção das eventuais falhas constatadas, sem prejuízo de eventual aplicação de penalidade caso se apure, que os serviços não foram executados dentro dos padrões contratados; 7.12. Para os serviços de desinsetização e desratização, lavagem de tapetes e carpetes a CONTRATADA disponibilizará equipe qualificada e especializada para a realização dessa atividade específica, com a utilização de maquinários e produtos apropriados, dentro da periodicidade estipulada e em dias pré-determinados pela CONTRATANTE, sem causar prejuízo à execução dos serviços diários; 7.12.1. Para a execução dos serviços de desinsetização e desratização a Contratada deverá utilizar e aplicar, se for o caso, produtos químicos em conformidade com as normas legais que regem a matéria, inclusive com a utilização de equipamentos e EPIs apropriados; 7.12.2. A CONTRATADA deverá fornecer Certificados preenchidos com os dados exigidos por lei e assinados por Técnico Responsável para cada procedimento de desinsetização, e desratização, no primeiro dia útil posterior à execução dos serviços, informando, inclusive, qual o tipo de material utilizado na execução dos mesmos. 08 - DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA A CONTRATADA, além de disponibilizar mão-de-obra, materiais de higiene, de limpeza e equipamentos em qualidade e quantidade necessária, objetivando a perfeita execução dos serviços contratados de limpeza das áreas envolvidas, obriga-se a: 8.1. Dar início aos serviços contratados imediatamente após o recebimento da Ordem de Início dos Serviços; 8.2. Executar os serviços contratados em conformidade com as exigências fixadas nas cláusulas contratuais, com funcionários treinados e capacitados para o desempenho das suas atribuições, responsabilizando-se integralmente pelo fiel cumprimento do ajuste, nos termos da legislação vigente; 8.3. Designar, por escrito, 01 (um) Supervisor que: visitará, diariamente, o local onde será realizado o serviço para inspecionar sua qualidade; responderá pelos apontamentos de ocorrências e relatórios mensais a serem apresentados e, ainda, por possíveis ocorrências durante a execução do Contrato, perante o Representante da CONTRATANTE; 8.3.1. Fornecer sistema de comunicação interna (radiocomunicadores) ou celulares em número mínimo de 07 (sete), para localização do Supervisor, do Encarregado, de lideranças e do Representante da Contratante, com bateria e carregador sobressalente; 8.4. Designar, por escrito, 01 (um) Encarregado (a) por turno de trabalho para cada um dos seguintes locais: Eds. Matarazzo, São Joaquim, Galeria Prestes Maia e CMDH; 8.4.1. O profissional designado como Encarregado deverá ser capacitado (a) para avaliar os serviços executados e para determinar sua correção, no caso de não serem realizados a contento e responderá pela não execução dos serviços dentro dos padrões solicitados pela Contratante; 8.4.2. O Encarregado deverá fornecer escala diária dos funcionários, por local da prestação de serviço e registrar em livro específico, relatório dos serviços realizados diariamente e as ocorrências surgidas; 8.4.3. Deverá, ainda, reportar-se, quando necessário, ao seu Supervisor e ao Representante da Contratante, com o fim de transmitir fatos que estejam ocorrendo, vinculados à execução dos serviços ou à conduta de funcionários da Contratada, de forma a serem adotadas as providências pertinentes; 8.5. Manter o controle de freqüência e pontualidade de seus funcionários por meio dos cartões de ponto e/ou folha de freqüência no local da prestação dos serviços; 8.6. Manter os funcionários uniformizados em padrão único, incluindo tocas e blusas de frio, devidamente calçados, em boas condições de higiene e limpeza, identificando-os com crachás da Empresa contendo dados com nome, registro funcional, função e fotografia recente; 8.6.1. Manter seus funcionários identificados com crachás da PMSP aos locais da execução de serviço que possuam sistema de acesso, a serem fornecidos e controlados pela CONTRATANTE; 8.6.2. Incumbe à CONTRATADA garantir, sob sua responsabilidade, que o uso e/ou a guarda dos crachás de ingresso da CONTRATANTE ocorra de forma responsável, segura e confiável; 8.6.3. Havendo perda, extravio ou danificação do crachá, a Contratante lavrará Termo com o fim de apurar os fatos e responsáveis pela ocorrência. A reposição do mesmo ocorrerá com contrapartida de ressarcimento de seu valor à PMSP, a ser definido à época, via recolhimento aos cofres municipais, por Guia própria; 8.6.4. Findo o Contrato, os crachás terão que ser devolvidos à CONTRATANTE, em condições de serem reutilizados, sob pena de se recair na situação de ressarcimento prevista no subitem 8.6.3; 8.7. No início da execução dos serviços, fornecer os armários (vestiários) que serão instalados em local a ser indicado pela CONTRATANTE e que serão utilizados pelos seus funcionários. Esses armários serão devolvidos à CONTRATADA no encerramento da vigência contratual; 8.8. Prover seus funcionários com os Equipamentos de Proteção Individual – EPI’s, bem como com equipamentos de segurança no exercício de suas funções, tais como: luvas, botas, entre outros compatíveis com o nível de risco e/ou insalubridade, com o fim de se evitar ocorrências de acidente no ambiente do trabalho; 8.8.1. Orientar seus funcionários sobre as normas de segurança existentes e a importância do uso dos EPI’s; 8.8.2. Instruir seus funcionários quanto às necessidades de acatar as orientações da CONTRATANTE, inclusive quanto ao cumprimento das normas internas e de segurança tais como de coleta seletiva e de prevenção de incêndio, nas áreas da CONTRATANTE; 8.9.Assumir todas as responsabilidades e tomar as medidas necessárias ao atendimento dos seus empregados acidentados ou com problemas de saúde; 8.10. Instruir seus funcionários a manter postura profissional, devendo ser orientados, inclusive, a não circular nos setores e andares fora do horário a ser convencionado, a não ser por motivo de execução dos serviços determinados e/ou solicitados; 8.11. Os funcionários da CONTRATADA deverão permanecer no local determinado pela CONTRATANTE, não sendo permitida a entrada e/ou permanência de pessoas desautorizadas no Setor; 8.12. Assegurar que todo empregado que cometer falta disciplinar, não será mantido nas dependências da execução dos serviços ou quaisquer outras instalações da Contratante; 8.13. Atender de imediato as solicitações da Contratante quanto às substituições de empregados não qualificados ou entendidos como inadequados para a prestação dos serviços; 8.14. Apresentar cópia da ficha cadastral e relação dos nomes dos funcionários que serão alocados para a execução dos serviços de limpeza, no início da vigência contratual, de forma individualizada por Unidade onde serão prestados os serviços; 8.14.1. Sempre que ocorrer substituição de funcionário a CONTRATADA deverá enviar cópia da ficha cadastral do novo funcionário à Unidade de prestação de serviços, acompanhada por carta de apresentação do mesmo; 8.14.2. A relação de funcionários, descrita no item 8.14, deverá ser devidamente atualizada pela CONTRATADA ao final de cada mês; 8.15. Designar funcionários devidamente treinados para executar os serviços de limpeza e coleta de todo o lixo processado nas instalações da Contratante, em conformidade com as normas vigentes de coleta seletiva; 8.16. Manter, sob sua responsabilidade, estoque de material de higiene, de limpeza, de utensílios e equipamentos na qualidade contratada e com quantidade suficiente para atender a demanda da Contratante, nos respectivos locais da execução contratual, não podendo ser substituídos um por outro; 8.17. O abastecimento dos materiais de consumo (higiene e limpeza) deverá ser efetuado em almoxarifado a ser instalado no Setor com encaminhamento de cópia da Nota Fiscal de aquisição dos mesmos à CONTRATANTE, quinzenalmente os materiais de higiene e mensalmente, os materiais de limpeza; 8.17.1. No limite mínimo de estoque de qualquer material, de higiene ou limpeza, deverá ser imediatamente reposto o material no estoque, para que a execução dos serviços ocorra de forma satisfatória. 8.17.2. Esses materiais deverão ser controlados e distribuídos, a cada turno de equipe, por funcionário do quadro de pessoal da CONTRATADA; 8.17.3. Apresentar à Contratante, todo final de semana, histórico do estoque dos materiais de higiene e limpeza utilizados na semana e os estocados; 8.17.4. Caberá a CONTRATANTE definir o estoque mínimo de materiais de higiene. 8.18. Manter todos os equipamentos e utensílios necessários à execução dos serviços em perfeitas condições de uso. 8.18.1. Os equipamentos elétricos devem ser dotados de sistema de proteção, de modo a evitar danos nas redes elétricas das instalações da CONTRATANTE, principalmente as extensões elétricas que devem estar sempre em bom estado; 8.18.2. Na condição de sofrerem avarias, defeitos ou serem danificados, deverão ser substituídos em até 24 (vinte e quatro) horas. 8.18.3. Na condição de caber reparo, assistência técnica, e se tiver que ser retirado para conserto, o equipamento terá que ser substituído por outro; 8.18.4. A CONTRATATADA deverá Identificar todos os equipamentos, ferramentas e utensílios de sua propriedade. 8.18.5. O funcionário da Contratada, responsável pelo Almoxarifado, deverá controlar os estoques além de manter os utensílios, as máquinas, equipamentos sempre limpos e organizados e, também, manter em ordem as mangueiras e extensões elétricas, entre outros itens; 8.18.6. Apresentar à Contratante, todo final de semana, histórico do estoque das máquinas, equipamentos, mangueiras, extensões elétricas, entre outros itens, disponíveis no depósito para a execução dos serviços apontando as ocorrências surgidas; 8.19. Prestar os serviços com bom padrão de qualidade e bom atendimento, dentro dos parâmetros e rotinas estabelecidas; 8.20. Os materiais de higiene a serem distribuídos nos “dispensers”, nos toalheiros e saboneteiras das instalações da CONTRATANTE deverão atender a quantidade necessária de cada local de prestação de serviço; 8.21. As máquinas para lavagem de pisos, e demais equipamentos afins deverão ser disponibilizadas em quantidade suficiente, conforme subitem 7.1.3, e deverão possuir protetores externos de borracha objetivando não danificarem os móveis, paredes ou divisórias e serem utilizadas com observância às técnicas, normas recomendações cabíveis, em quantidade, qualidade e tecnologia adequadas; 8.22. Observar conduta adequada na utilização dos produtos de limpeza, materiais, utensílios e equipamentos visando à correta higienização das instalações objeto da prestação de serviços e, ainda, substituir qualquer desses itens que forem julgados pela CONTRATANTE como danosos ou inconvenientes à saúde de seus funcionários ou ao seu patrimônio; 8.23. Respeitar a legislação vigente e observar as técnicas ambientalmente recomendadas, quando da realização de atividades com produtos químicos controlados e da aplicação de saneantes domissanitários, nas áreas escopo dos serviços, quer seja em qualidade, em quantidade ou em destinação; atividades essas da inteira responsabilidade da CONTRATADA que responderá em seu próprio nome perante os órgãos fiscalizadores; 8.24. Apresentar relatório, individualizado por Unidade ou local de trabalho, todo final de mês, com as seguintes informações: 8.24.1. os serviços executados; 8.24.2. as ocorrências apresentadas; 8.25. A CONTRATADA responderá e ressarcirá os valores dos prejuízos apurados por atos praticados por seus funcionários ou por serviços por eles realizados com produtos e técnicas inadequadas causando danos a equipamentos, móveis, acessórios de banheiros em geral, pisos, monumentos, obras de arte, portas, janelas, etc, e demais bens componentes do patrimônio da CONTRATANTE; 8.26. A CONTRATADA responderá, sob qualquer instância legal, por indenização a terceiros, ao patrimônio de terceiros ou ao patrimônio da CONTRATANTE, devido a prejuízos causados por queda de objetos, água, produtos e materiais em geral utilizados pelos seus funcionários, especialmente quando da limpeza de vidros, janelas, beiral, sacadas e toldos; 8.27. A CONTRATADA deverá treinar e instruir seus funcionários para que executem os serviços contratados com técnicas, equipamentos e materiais apropriados, tais como coleta de lixo comum, coleta seletiva (materiais recicláveis), coleta de lixo de natureza hospitalar, limpeza em geral, limpeza de vidros, higienização e manutenção diária de banheiros, manuseio dos equipamentos e produtos de limpeza, testes com produtos, etc; 8.28. A CONTRATADA deverá cumprir os postulados legais vigentes de âmbito federal, estadual ou municipal e as normas internas de segurança e medicina do trabalho; 8.29. Assumir todos os tributos que direta ou indiretamente incidam ou venham a incidir em decorrência da lavratura do contrato com o objeto em foco; 8.30. Arcar com todos os encargos trabalhistas, inclusive os referentes ao trabalho de limpeza de vidro da fachada externa e de natureza hospitalar (periculosidade e insalubridade) e obrigações sociais (vale transporte, cesta básica, vale refeição), e, ainda, obrigações de qualquer natureza sendo de ordem trabalhista, civil, criminal, previdenciária e/ou comercial, resultante da prestação de serviços em tela; 8.31. Apresentar, sempre quando solicitados, os comprovantes de pagamentos de benefícios e encargos (FGTS e INSS); 8.32. Atender qualquer notificação efetuada por escrito, pela Contratante, no prazo de 24 horas; RESPONSABILIDADES ESPECÍFICAS - BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS - A CONTRATADA obriga-se, ainda: 8.33. Elaborar e manter um programa interno de treinamento de seus empregados para redução de consumo de energia elétrica, consumo de água e redução de produção de resíduos sólidos, observadas as normas ambientais vigentes. 8.34. Receber, da CONTRATANTE, informações a respeito dos programas de uso racional dos recursos que impactem o meio ambiente. 8.35. Responsabilizar-se pelo preenchimento do "Formulário de Ocorrências para Manutenção" por seu Encarregado. 8.36. Com o fim de serem efetuados os reparos/consertos cabíveis, sob a responsabilidade da Contratante, o Encarregado da Contratada deverá entregar o "Formulário de Ocorrências para Manutenção" devidamente preenchido e assinado à Contratante, tão logo apure ocorrências, entre outras, de: - Vazamentos na torneira ou no sifão do lavatório e chuveiros; - Descargas vazando ou disparadas (nesse caso, comunicar via telefone à Fiscal da Contratante, para a urgente reparação) - Lâmpadas queimadas ou piscando; - Tomadas e espelhos soltos; - Fios desencapados; - Janelas, fechaduras ou vidros quebrados; - Carpete solto. USO RACIONAL DA ÁGUA 8.37. A CONTRATADA deverá capacitar parte do seu pessoal quanto ao uso da água. Essa capacitação poderá ser feita por meio do CURSO VIRTUAL oferecidos pela SABESP. Os conceitos deverão ser repassados para equipe por meio de multiplicadores; 8.38. A CONTRATADA deverá adotar medidas para se evitar o desperdício de água tratada, conforme instituído no Decreto 48.138, de 08/10/03; 8.39. Colaborar com as medidas de redução de consumo e uso racional da água, cujos encarregados devem atuar como facilitadores das mudanças de comportamento de empregados da CONTRATADA, esperadas com essas medidas; 8.40. Sempre que adequado e necessário, a CONTRATADA deverá utilizar-se de equipamento de limpeza com jatos de vapor de água saturada sob pressão. Trata-se de alternativa de inovação tecnológica cuja utilização será precedida de avaliação pela CONTRATANTE das vantagens e desvantagens. Em caso de utilização de lavadoras, sempre adotar as de pressão com vazão máxima de 360 litros/hora; 8.41. Manter critérios especiais e privilegiados para aquisição e uso de equipamentos e complementos que promovam a redução do consumo de água; USO RACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA 8.42. Manter critérios especiais e privilegiados para aquisição de produtos e equipamentos que apresentem eficiência energética e redução de consumo; 8.43. Durante a limpeza noturna, quando permitida, acender apenas as luzes das áreas que estiverem sendo ocupadas; 8.44. Comunicar ao Contratante sobre equipamentos com mau funcionamento ou danificados como lâmpadas queimadas ou piscando, zumbido excessivo em reatores de luminárias e mau funcionamento de instalações energizadas; 8.45 Sugerir, à CONTRATANTE ou diretamente à CIRE, locais e medidas que tenham a possibilidade de redução do consumo de energia, tais como: desligamento de sistemas de iluminação, instalação de interruptores, instalação de sensores de presença, rebaixamento de luminárias etc.; 8.46. Ao remover o pó de cortinas ou persianas, verificar se estas não se encontram impedindo a saída do ar condicionado ou aparelho equivalente; 8.47. Verificar se existem vazamentos de vapor ou ar nos equipamentos de limpeza, sistema de proteção elétrica e as condições de segurança de extensões elétricas utilizadas em aspiradores de pó, enceradeiras, etc. 8.48. Realizar verificações e, se for o caso, manutenções periódicas nos seus aparelhos elétricos, extensões, filtros, recipientes dos aspiradores de pó e nas escovas das enceradeiras. Evitar ao máximo o uso de extensões elétricas; 8.49. Repassar a seus empregados todas as orientações referentes à redução do consumo de energia fornecidas pela CONTRATANTE; REDUÇÃO DE PRODUÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS 8.50. Separar e entregar à CONTRATANTE as pilhas e baterias dispostas para descarte que contenham em suas composições chumbo, cádmio, mercúrio e seus compostos, aos estabelecimentos que as comercializam ou à rede de assistência técnica autorizada pelas respectivas indústrias, para repasse aos fabricantes ou importadores, para que estes adotem, diretamente ou por meio de terceiros, os procedimentos de reutilização, reciclagem, tratamento ou disposição final ambientalmente adequada, em face dos impactos negativos causados ao meio ambiente pelo descarte inadequado desses, materiais. Esta obrigação atende a Resolução CONAMA nº. 257, de 30 de junho de 1999. 8.50.1. Tratamento idêntico deverá ser dispensado à lâmpadas fluorescentes e frascos de aerossóis em geral. 8.51. Colaborar de forma efetiva com o Programa de Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos implantado nas instalações da CONTRATANTE durante a realização das atividades de coleta do lixo processado nos locais da prestação de serviços que deverá ocorrer com a utilização de sacos plásticos coloridos (vermelho, azul, branco e preto) coletando e separando os materiais sólidos a serem enviados para a reciclagem do lixo orgânico e destinando-os ao ponto de armazenamento; No Programa de Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos, a CONTRATADA deverá observar as seguintes regras: a) MATERIAIS NÃO RECICLÁVEIS São todos os materiais que ainda não apresentam técnicas de reaproveitamento e estes são denominados REJEITOS, como: lixo de banheiro; papel higiênico; lenço de papel e, ainda, cerâmicas, pratos, vidros pirex e similares; trapos e roupas sujas; toco de cigarro; cinza e ciscos - que deverão ser segregados e acondicionados separadamente para destinação adequada; acrílico; lâmpadas fluorescentes – deverão ser acondicionadas em separado; papéis plastificados, metalizados ou parafinados; papel carbono e fotografias; fitas e etiquetas adesivas; espelhos, vidros planos, cristais; b) MATERIAIS RECICLÁVEIS Para ser efetuada a coleta seletiva, em conformidade com as condições pactuadas com a Cooperativa que já realiza a coleta do material reciclável produzido nas instalações da CONTRATANTE e, ademais, com as normas de coleta de lixo orgânico e hospitalar existentes na PMSP, serão utilizados recipientes coletores revestidos com sacos plásticos na cor: AZUL para papel, VERMELHA para plástico e metal, BRANCA para lixo hospitalar e PRETA para lixo orgânico - não reciclável). Deverão ser disponibilizados pelo CONTRATANTE recipientes adequados para a coleta seletiva: Metal e plástico (recipiente revestido com saco plástico na cor vermelha) papéis secos (recipiente revestido com saco plástico na cor azul) lixo hospitalar (recipiente revestido com saco plástico na cor branca) lixo orgânico (recipiente revestido com saco plástico na cor preta) A Coleta de lixo nos ambientes de trabalho assim como nas instalações sanitárias, no ambulatório médico, odontológico, copas e refeitórios deverá ser efetuada com os respectivos sacos coloridos que serão, depois de encerrada a coleta, destinados aos respectivos pontos de retirada pela Cooperativa conveniada. Obs.- As pilhas são recolhidas e acondicionadas em separado para serem enviadas aos locais específicos de destino. 8.52. Quando implantado pela CONTRATANTE operações de compostagem fabricação de adubo orgânico, a CONTRATADA deverá separar os resíduos orgânicos da varrição de parques (folhas, gravetos etc) e encaminhá-los posteriormente para as referidas operações, de modo a evitar a sua disposição em aterro sanitário. 8.53. Fornecer sacos de lixo nos tamanhos adequados a sua utilização, com vistas à otimização em seu uso, bem como a redução da destinação de resíduos sólidos; 8.54. Otimizar a utilização dos sacos de lixo, cujo fornecimento é de sua responsabilidade, adequando sua disponibilização quanto à capacidade e necessidade, esgotando dentro do bom senso e da razoabilidade o seu volume útil de acondicionamento, objetivando a redução da destinação de resíduos sólidos. SANEANTES DOMISSANITÁRIOS 8.55. Manter critérios especiais e privilegiados para aquisição e uso de produtos biodegradáveis; 8.56. Utilizar racionalmente os saneantes domissanitários cuja aplicação nos serviços deverá observar regra basilar de menor toxidade, livre de corantes e redução drástica de hipoclorito de sódio; 8.57. Manter critérios de qualificação de fornecedores levando em consideração as ações ambientais por estes realizadas; 8.58. Observar, rigorosamente, quando da aplicação e/ou manipulação de detergentes e seus congêneres, no que se refere ao atendimento das prescrições do artigo 44, da Lei no 6.360 de 23 de setembro de 1976 e do artigo 67, do Decreto no 79.094 de 05 de janeiro de 1977, as prescrições da Resolução Normativa nº. 1, de 25 de outubro de 1978, cujos itens de controle e fiscalização por parte das autoridades sanitárias e da CONTRATANTE, são os Anexos da referida Resolução: ANEXO I - Lista das substâncias permitidas na Elaboração de Detergentes e demais Produtos Destinados à aplicação em objetos inanimados e ambientes; ANEXO II - Lista das substâncias permitidas somente para entrarem nas composições de detergentes profissionais; ANEXO III - Especificações e; ANEXO IV - Frases de Advertências para Detergentes e seus Congêneres: 8.59. Não utilizar na manipulação, sob nenhuma hipótese, os corantes relacionados no Anexo I da Portaria nº. 9, de 10 de abril de 1987, em face de que a relação risco x benefício pertinente aos corantes relacionados no Anexo I é francamente desfavorável a sua utilização em produtos de uso rotineiro por seres humanos; 8.60. Fornecer saneantes domissanitários devidamente registrados no órgão de vigilância sanitária competente do Ministério da Saúde (artigos 14 e 15 do Decreto 79.094, de 05 de janeiro de 1997, que regulamenta a Lei 6.360, de 23 de setembro de 1976). 8.61. Não se utilizar na prestação dos serviços, conforme Resolução ANVISA RE nº. 913, de 25 de junho de 2001, de saneantes domissanitários de Risco I, listados pelo art. 5. º da Resolução 336, de 30 de julho de 1999; 8.62. Fica terminantemente proibida a aplicação de saneantes domissanitários fortemente alcalinos apresentados sob a forma de líquido premido (aerossol), ou líquido para pulverização, tais como produtos para limpeza de fornos e desincrustação de gorduras, conforme Portaria DISAD - Divisão Nacional de Vigilância Sanitária nº. 8, de 10 de abril de 1987; 8.63. Observar a rotulagem quanto aos produtos desinfetantes domissanitários, conforme Resolução RDC nº. 174, de 08 de julho de 2003, e os anexos 4 e 5 da Portaria 321/MS/SNVS, de 08 de agosto de 1997. 8.64. Somente aplicar saneantes domissanitários cujas substâncias tenso ativas aniônicas, utilizadas em sua composição sejam biodegradáveis, conforme disposições da Portaria. Nº. 874, de 05 de novembro de 1998, que aprova o Regulamento Técnico sobre Biodegradabilidade dos Tenso ativos Aniônicos para Produtos Saneantes Domissanitários; em face da necessidade de ser preservada a qualidade dos recursos hídricos naturais, de importância fundamental para a saúde; necessidade de evitar que a flora e fauna sejam afetadas negativamente por substâncias sintéticas; atual estágio de conhecimento do grau de biodegradabilidade das substâncias tenso ativas aniônicas; a) Considera-se biodegradável a substância tenso ativa susceptível de decomposição e biodegradação por microorganismos; com grau de biodegradabilidade mínimo de 90%; fica definido como referência de biodegradabilidade, para esta finalidade, específica o n-dodecilbenzeno sulfonato de sódio. A verificação da biodegradabilidade será realizada pela análise da substância tenso ativa aniônica utilizada na formulação do saneante ou no produto acabado; b) A CONTRATANTE poderá coletar uma vez por mês e sempre que entender necessário, amostras de saneantes domissanitários, que deverão ser devidamente acondicionadas em recipientes esterilizados e lacrados, para análises laboratoriais. c) Os laudos laboratoriais deverão ser elaborados por laboratórios habilitados pela Secretaria de Vigilância Sanitária. Deverão constar obrigatoriamente do laudo laboratorial, além do resultado dos ensaios de biodegradabilidade, resultados da análise química da amostra analisada. 8.65. Quando da aplicação de álcool, deverá se observar a Resolução RDC nº. 46, de 20 de fevereiro de 2002 que aprova o Regulamento Técnico para o álcool etílico hidratado em todas as graduações e álcool etílico anidro; a) Fica terminantemente proibida a aplicação de produtos que contenham o Benzeno, em sua composição, conforme Resolução - RDC nº. 252, de 16 de setembro de 2003, em face da necessidade de serem adotados procedimentos para reduzir a exposição da população face aos riscos avaliados pela IARC - International Agency Research on Cancer, Agência de pesquisa referenciada pela OMS - Organização Mundial de Saúde, para analisar compostos suspeitos de causarem câncer, e a categorização da substância como cancerígena para humanos; necessidade de resguardar a saúde humana e o meio ambiente e considerando os riscos de exposição, incompatível com as precauções recomendadas pela Lei nº. 6.360, de 23 de setembro de 1976, Decreto n.º 79.094, de 5 de janeiro de 1977 e a Lei nº. 8.078, de 11 de setembro de 1990, face aos riscos oferecidos. b) Fica proibida a aplicação de saneantes domissanitários que apresentem associação de inseticidas a ceras para assoalhos, impermeabilizantes, polidores e outros produtos de limpeza, nos termos da Resolução Normativa CNS n° 01, de 04 de abril de 1979. 8.66. Os produtos químicos relacionados pela CONTRATADA, de acordo com sua composição, fabricante e utilização, deverão ter registro no Ministério da Saúde e serem comprovados mediante apresentação de cópia reprográfica autenticada (frente e verso) do Certificado de Registro expedido pela Divisão de Produtos (DIPROD) e/ou Divisão de Produtos Saneantes Domissanitários (DISAD), da Secretaria Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde. 8.67. Recomenda-se que a CONTRATADA utilize produtos detergentes de baixas concentrações e baixo teores de fosfato; 8.68. Apresentar ao CONTRATANTE, sempre que solicitado, a composição química dos produtos, para análise e precauções com possíveis intercorrências que possam surgir com empregados da CONTRATADA, ou com terceiros; POLUIÇÃO SONORA 8.69. Para seus equipamentos de limpeza que gerem ruído no seu funcionamento, observar a necessidade de Selo Ruído, como forma de indicação do nível de potência sonora, medido em decibel - Db(A), conforme Resolução CONAMA nº. 020, de 07 de dezembro de 1994, em face do ruído excessivo causar prejuízo à saúde física e mental, afetando particularmente a audição; a utilização de tecnologias adequadas e conhecidas permite atender às necessidades de redução de níveis de ruído. 09 - DAS OBRIGAÇÕES DA CONTRATANTE A CONTRATANTE obriga-se a: 9.1. Exercer o acompanhamento e a fiscalização dos serviços contratados, por servidor(a) a ser designado(a) pela Supervisão Geral de Assuntos Administrativos Divisão de Serviços Gerais. 9.2. Indicar instalações sanitárias e de permanência e local para serem instalados os armários/vestiários para serem utilizados pelos funcionários da CONTRATADA; 9.3. Destinar local para guarda dos materiais de higiene e de limpeza, produtos e equipamentos, não permitindo que ocorra intervenção de terceiros; 9.4. Expedir Ordem de Início dos Serviços à CONTRATADA; 9.5. Posicionar-se mensalmente no processo de pagamento, no tocante à qualidade e quantidade dos serviços prestados, com base em Nota Fiscal Fatura a ser enviada pela CONTRATADA; 9.6. Fornecer à Contratada, se solicitado, "Formulário de Ocorrências para Manutenção”; 9.7. Receber da Contratada as comunicações registradas nos Formulários de Ocorrências de Manutenção devidamente preenchidos e assinados, encaminhando-os aos setores competentes para as providências cabíveis; 9.8. Disponibilizar os Programas de redução de energia elétrica, uso racional de água e, no tocante ao Programa de Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos, recipientes coletores adequados para a coleta seletiva de materiais secos recicláveis, que deverão ser revestidos com sacos plásticos na cor AZUL para papel, VERMELHA para plástico e metal , BRANCO para lixo hospitalar e PRETO para lixo orgânico - não reciclável). 9.9. Elaborar e distribuir manuais de procedimentos para ocorrências relativas ao descarte de materiais potencialmente poluidores, a serem observados pelo tanto pelo gestor do contrato como pela CONTRATADA: 9.9.1. Receber os descartes encontrados pela CONTRATADA, durante a execução dos serviços, de pilhas e baterias que contenham em suas composições chumbo, cádmio, mercúrio e seus compostos, responsabilizando-se pela entrega aos estabelecimentos que as comercializam ou a rede de assistência técnica autorizada pelas respectivas indústrias, para o tratamento ou destinação final; 9.9.2. Tratamento idêntico deverá ser dispensado a lâmpadas fluorescentes e frascos de aerossóis em geral; 10 - DA FISCALIZAÇÃO E DO CONTROLE DA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS Não obstante a CONTRATADA seja a única e exclusiva responsável pela execução de todos os serviços, à CONTRATANTE é reservado o direito de, sem que de qualquer forma restrinja a plenitude dessa responsabilidade, exercer a mais ampla e completa fiscalização sobre os serviços, diretamente ou por prepostos designados, podendo para isso: 10.1. Ordenar a imediata retirada do local, bem como a substituição de funcionário da CONTRATADA que estiver sem uniforme ou crachá, que embaraçar ou dificultar a sua fiscalização ou cuja permanência na área, a seu exclusivo critério, julgar inconveniente; 10.2. Examinar as Carteiras Profissionais dos funcionários colocados a seu serviço, para comprovar o registro de função profissional; 10.3. Qualquer medida punitiva a ser eventualmente aplicada aos funcionários alocados para a prestação de serviços será efetuada sob único e exclusivo critério da CONTRATADA, sendo certo desde já que a ausência de punição não se constituirá em óbice para substituição do empregado quando solicitado pela CONTRATANTE 10.4. Solicitar à CONTRATADA a substituição de qualquer saneante domissanitário, material ou equipamento cujo uso seja considerado prejudicial à boa conservação de seus pertences, equipamentos ou instalações, ou ainda, que não atendam as necessidades; 10.5. Efetuar, mensalmente, a avaliação do total dos serviços prestados pela Contratada de limpeza, asseio e conservação predial, por metro quadrado, por meio de critérios de pontos e notas de avaliação a serem apuradas em cada um dos serviços vistoriados. 10.5.1. A Contratante apresentará, mensalmente, à Contratada, Relatório de Avaliação da Qualidade dos Serviços de Limpeza, Asseio e Conservação Predial com os critérios de pontos e notas apuradas, conforme Quadro VIII, que irá respaldar o pagamento do valor da Nota Fiscal Fatura a ser por ela apresentada. 10.5.2. Serão adotados critérios de Bom = Nota 100 para serviços prestados em conformidade, Regular = Nota 50 para serviços prestados em conformidade parcial e Ruim = Nota 30 para serviços em desconformidade com as exigências contratuais, conforme Quadro VIII. 10.5.3. No tocante à avaliação Ruim, fica condicionado que a (o) Fiscal da Contratante deverá, quando apurar serviço prestado em desconformidade com as exigências contratuais, convocar a(o) Encarregada(o) responsável da Contratada que irá ter ciência da ocorrência constatada e que será objeto de Boletim de Ocorrência a ser juntado no processo de pagamento mensal. 10.6. A CONTRATANTE designará um(a) servidor(a) do Setor de Limpeza de DSG/SGAA como responsável pela fiscalização e exato cumprimento das obrigações contratuais, em todos os locais da prestação de serviço. 11 - PRAZO DE VIGÊNCIA DO CONTRATO Prazo para o início da vigência contratual - O presente Contrato vigorará por 12 (doze) meses, a partir da data da assinatura do Contrato, podendo ser prorrogado, nos termos da Lei Federal nº 8666/93 e modificações c/c a Lei Municipal nº 13.278/2002, desde que não haja oposição das partes, manifestada por escrito, com antecedência de 60 (sessenta) dias de sua expiração; 12 – VISTORIA Se necessária à vistoria no local da prestação de serviço. Agendar, Fone: 3113-9813 Supervisão Geral de Assuntos Adm/SGM. 13 – DADOS SOBRE OS LOCAIS ONDE SERÃO PRESTADOS OS SERVIÇOS 13.1. Edifício Matarazzo • Viaduto do Chá, 15 – Centro • Horário: Das 06:00 às 22:00 horas. • nº aproximado de servidor que trabalha no prédio: 1.300 (mil e trezentas) pessoas. • atendimento/dia: por volta de 800 (oitocentas) pessoas. 13.2. Edifício São Joaquim • Rua Líbero Badaró, 119 - Centro • Horário: Das 06:00 às 22:00 horas. • nº aproximado de servidor que trabalha no prédio: 400 (quatrocentas) pessoas. • atendimento/dia: por volta de 200 (duzentas) pessoas. 13.3. Galeria Prestes Maia • Praça do Patriarca - Centro • Horário: Das 06:00 às 22:00 horas. • nº aproximado de servidor que trabalha no prédio: 50 pessoas • Estima-se que circulem pela Galeria, entre o Vale do Anhangabaú e a Praça do Patriarca, por dia, aproximadamente, 2.000 munícipes. 13.4. CMDH – Comissão Municipal dos Direitos Humanos • Páteo do Colégio, 5 – Centro • Horário:Das 09:00 às 18:00 horas. • nº aproximado de funcionário: 33 (trinta e três). • atendimento/dia: por volta de 100 pessoas. 14. DO PAGAMENTO: 14.1. O pagamento dos serviços prestados ocorrerá, por item dos serviços contratados, com respaldo em valores a serem apresentados em Nota Fiscal Fatura da Contratada previamente apurados pela Contratante com a aplicação de critério de pontos e notas em Relatório de Avaliação da Qualidade dos Serviços de Limpeza, Asseio e Conservação Predial, conforme subitem 10.5.1. 14.2. O pagamento mensal será feito por crédito em conta corrente especificada pelo credor e mantida no BANCO DO BRASIL S/A, após a apresentação do requerimento padronizado, Nota Fiscal-Fatura e cópia da Nota de Empenho na sede da Contratante e decorridos 30 (trinta) dias da data final do período de adimplemento de cada parcela, desde que esteja devidamente atestada, pelo setor competente, a fiel e regular prestação dos serviços. 15. DAS CONDIÇÕES DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA . Deverá conter na proposta os seguintes dados: . Descrição completa do objeto; . Validade da proposta e condições de pagamento (não inferior a 60 dias); . Data do documento; . Nome, assinatura e cargo do responsável; . Valor : a empresa deverá apresentar sua proposta de preços conforme anexo IA, demonstrando no valor mensal e total do Contrato, por 12 meses. . O critério de escolha será o menor preço global. 16 – AMOSTRAS 16.1 Quando da homologação do certame licitatório como condição para assinatura do contrato a Empresa vencedora do certame deverá apresentar amostra de cada material de higiene especificado no subitem 7.1.1. e também, referente ao item 7.1.2, com relação aos dos materiais: desinfetante líquido, detergente líquido e cloro descritos. As amostras deverão estar em suas embalagens “originais”, compreendendo: Papel higiênico de 30 (trinta) metros em fardos com 04 (quatro) rolos; Papel higiênico de 300 (trezentos) metros em fardos com 04 (quatro) rolos ou mais; Papel toalha, pacote fechado contendo 1000 (hum mil) folhas; Sabonete líquido no recipiente original, podendo ser em galão de 5 (cinco) litros ou refil na caixa original e lacrada; Sabonete em pedra na embalagem original. As amostras de papel higiênico e papel toalha deverão ser apresentados com laudo de laboratório credenciado pelo INMETRO que comprove a classificação dos produtos ofertados As amostras/laudos serão verificadas pela Administração para efeito de comprovação dos materiais propostos com os requisitos do Edital e, em caso de aprovação, vincularão a contratante durante todo o período contratual. Caso haja reprovação de todo ou parte das amostras apresentadas, será aberto prazo de 4 (quatro) dias para apresentação de nova amostra, sob pena de aplicação de penalidade. 16.2. A proponente deverá, ainda, apresentar lista demonstrando os equipamentos, maquinários e utensílios que serão utilizados em cada local onde serão executados os serviços, com respectivos quantitativos. Para obter outras informações, indicamos o fone 3113-9805 com Iraci, FAX 3113-9797. E-mail: idominguez@prefeitura.sp.gov.br Nesta oportunidade apresentamos a expressão de estima e consideração. IVANI APARECIDA DE OLIVEIRA SGM/SGAA/ACC QUADRO I ED. MATARAZZO - Área dos Pisos e Vidros Piso (m2) Vidro (m2) Pavimento Piso Frio Piso Acarpetado Área Verde Externa Passeios e Arruamentos Área sem Risco Área com Risco Térreo 1.480,05 - 303,00 - - 1º andar 22,08 - - 125,00 - 63,83 2º andar 288,91 - - 125,00 31,43 68,33 3º andar 1.652,63 - 537,58 290,64 224,48 3º Intermediário 316,77 - - - - - 4º andar 375,11 - - - 32,40 33,12 5º andar 753,75 823,43 - - 259,15 259,15 6º andar 479,65 901,90 - - 198,98 198,98 7º andar 446,47 925,36 - - 198,98 198,98 8º andar 241,58 1.099,68 - - 198,98 198,98 9º andar 265,07 1.116,32 - - 198,98 198,98 10º andar 307,68 1.178,16 - - 172,98 172,98 11º andar 286,28 1.194,49 - - 172,98 172,98 12º andar 289,06 1.107,79 - - 254,78 254,78 13º andar 1.434,70 - - - 30,00 30,00 14º andar 765,19 - - 46,14 46,14 15º andar 630,66

Solicito orçamento para limpeza de 15 em 15 dias das áreas comuns de um prédio sem condominio, são 4 vagas de garagem e uns 4 lances de escadas com corrimão. Quanto fica aproximadamente ? Imóvel fica na Rua do Centro em Camilópolis.

residencial com 4 apartamento sem condominio. 10m de frente x 50m fundos. Limpeza comum de conservação... garagem, escadas, calçadas...É IMPORTANTE que o profissional seja registrado ou tenha empresa.

Solicito orçamento limpeza geral em um prédio de 24 andares localizado na vila clementino, sp. Retornar com urgência. Maria

Necessito de orçamento de limpeza de um condomínio pequeno, com 16 apto, divididos em 4 blocos de 2 andares, mais garagem coberta. att Sindico

Preciso de um orçamento para limpeza uma vez por semana do condomínio príncipe de gales rua antonip lobo, 147 vila principe de gales é um predio de 4 andares simples.

Preciso de limpeza de um sobrado que está fechado ha um ano. o Problema principal é a limpeza do forro pois há infestação de pombos, alem da limpeza de calhas, vc fazem esse serviço?

Solicito orçamento para limpeza de um prédio sem condomínio de 2 andares, abrangendo garagem com banheiro, hall e e escadas!

Preciso de limpeza de prédio que está fechado ha um ano. o Problema principal é a limpeza do forro pois há infestação de pombos, alem da limpeza de calhas, vc fazem esse serviço?